A vida é muito curta para beber café ruim todos os dias. Vamos mudar isso.

Algumas pessoas podem achar esse comentário esnobe, mas foi exatamente o contexto da conversa que eu estava tendo com o meu sócio, Caio Tucunduva, quando esperávamos para ser atendidos numa reunião. Nos ofereceram um café e eu aceitei e ele não, quando ele me perguntou: - cara porque você toma esse café sabendo que é ruim? Eu respondi que gosto de café de qualquer jeito. E como eu já escrevi anteriormente, o café é especial não só pelo sabor, mas pelas pessoas que dependem dessa produção. Então, vamos tomar qualquer café? Não!

Tenho a sorte de trabalhar na indústria cafeeira. Como sócio da marca Café Hotel e No More Bad Coffee Roasters, temos o desafio de mostrar que o café pode ser doce e suave, não precisa ter aquele gosto torrado e amargo. Constumo dizer que passamos boa parte da nossa vida tomando um café extremamente torrado, de gosto forte e amargo. Esse foi o padrão do café que nos ensinaram a tomar e, assim, quando perguntamos para algumas pessoas como elas gostariam do seu café, a resposta é quente, forte e amargo.

Café, com açúcar, ou adoçante?

O café é seu e você pode colocar o que quiser na sua bebida, mas antes de estragar o seu café, experimente sem açúcar para saber se ele precisa ser adoçado, ou não. O café especial busca, durante seu processo de torra, algumas reações químicas como amido que viram açucares, proteinas que são quebradas e várias outras substâncias que são liberadas tornando a torra de café, uma arte.

Então, quando dizemos que o nosso café pode ter tons de caramelo ou frutas, é o sabor sutil do café que lembra um pouco de caramelo ou frutas, pode apostar, nosso café não precisa de açucar ao menos que você seja uma pessoa louca por doces.

Embalagem com válvulas, ou sem?

Os cafés torrados e moídos ou em grãos são geralmente comercializados em embalagens laminadas (plástico aluminizado). Estas embalagens podem ser simples, a vácuo, com gás inerte injetado ou com válvula. Também são utilizadas embalagens plásticas tipo almofada ou embalagens de papel. É importante salientar que as embalagens a vácuo e a valvulada conservam melhor o café, aumentando sua validade. O café torrado e moído é mais sensível à ação do oxigênio, daí a importância de sua embalagem.

A dica que costumo dar quando me fazem esse questionamento é: se você não tiver um pote de cor escura que isole a entrada de luz, calor e umidade, mantenha o produto na embalagem original, mas sempre deixe o pacote fechado com um prendedor. Se a embalagem estiver fechada, até 03 meses não temos muita alteração de sabor, mas depois de abrir, procure consumir em até 01 mês.

Por relações humanas e mais sustentáveis

Garantimos que nossos grãos sejam provenientes de fazendas de café não industriais. Conhecemos a lavoura e desenvolvemos relações pessoais com os agricultores, os conhecemos por nome e sobrenome e sabemos da importância do seu trabalho dentro da cadeia de produção. Temos orgulho de saber que estamos contribuíndo para a melhoria da subsistência de famílias ligadas ao café.

É com um grande sorriso no rosto que conto para as pessoas as histórias por trás dos grãos, elas sorriem de volta ficam orgulhosas em saber que estão contribuindo para algo maior e melhor em suas vidas. E sabendo disso, como não amar o café?

É a bebida que é apreciada no mundo e produzida por diferentes países em todo o planeta. Cada região tem a sua diversidade e terroir, exatamente como vinho, talvez até mais complexo. É até espantoso dizer que o café da Etiópia, considerado um melhores cafés do mundo, possui tons frutados e florais de sabor delicado e leve ao paladar. Seus grãos mais famosos são o Harrar e o Sidamo.

Chapada Diamantina

Quem vive no Sudeste, foi acostumado com o café de Minas Gerais e São Paulo e por razões óbvias , esses são os cafés mais encontrados nessa região. Mas, desde que começamos esse projeto de cafés especiais, estou apaixonado pelos grãos da Chapada Diamantina, mais precisamente da região de Piatã.

E foi por amor a essa região que criamos o ROOM 071 e o segredo desse blend está na combinação de cafés vindos da Fazenda Tanque, do Senhor Arley e do Sítio Cabaço, da Dona Lucinéia, ambos encontrados a aproximadamente 1.230 metros de altitude. Esta combinação especial dá ao café um sabor maravilhoso e reconfortante, que lembra uma barra de chocolate amargo com caramelo. E aí, vai querer colocar açúcar no seu café?

Nossos métodos de torrefação aprimoram sabores únicos presentes naturalmente no café de diferentes espécies de regiões do Brasil.

Então, sim, significa muito para mim, trabalhar com café e encontrar um café muito bom para as pessoas gostarem. Então, aproveite! A vida é muito curta para beber café ruim, encontre aquele que te faz feliz.

Obrigado pela atenção!

Somos responsáveis por um futuro melhor e marcas podem fazer parte disso. Assim, o Café Hotel / No More Bad Coffee, carrega a visão de mundo de seus sócios, uma visão mais humana, sustentável e consciente.

Publicação Mais Antiga